Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Critical Software...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora  
  Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Critical Software fornece tecnologia para Moçambique
 
A Critical Software está a trabalhar em três novos contratos em Moçambique: dois para a área de telecomunicações e outro para fornecer a Maputo, capital do país, um sistema de gestão de planificação e controle de projetos.

Para a companhia Telecomunicações de Moçambique (TdM), a Critical está desenvolvendo um sistema de informática para “ampliar os sistemas de mediação entre as centrais de telecomunicações e de faturamento", explicou à Agência Lusa o diretor da empresa para o mercado moçambicano, Rui Pereira Melo.

"É uma expansão para mais tipos de centrais, mais fabricantes, mais funcionalidades", acrescentou.

O segundo contrato com a TdM destina-se a "monitorar o tráfego de telecomunicações".

Já o terceiro contrato foi fechado com a prefeitura de Maputo, no qual a Critical vai desenvolver um sistema para gerir os processos de planificação e o controle de obras, além de atividades e projetos apoiados por doadores internacionais.

"Maputo tem vários projetos de intervenção - várias obras que vai gerindo e vários projetos apoiados por doadores [internacionais] - e tem necessidade de, por um lado, monitorar esses projetos e, por outro, evidenciar o nível de execução dos mesmos", afirmou Pereira Melo.

Para este projeto, a Critical partiu de uma plataforma que já tinha, o Sistema de Gestão de Programas e Projetos (SGPP), adaptando-o agora para a capital moçambicana.

Pereira Melo não quis dizer quanto foi investido nos projetos, afirmando apenas que se trata de contratos no valor de "centenas de milhares de euros".

Novos projetos

Os novos sistemas deverão entrar em funcionamento no segundo trimestre de 2009, disse Pereira Melo, acrescentando que outros contratos também estão em prospecção pela empresa lusa.

"Não vamos só celebrar estes contratos, vamos estabelecer contatos com o governo (moçambicano), com outras entidades na área das utilities e da indústria para expandir esta presença e estes projetos que têm estado focados na área das telecomunicações e do governo", disse.

"Existem projetos de infra-estruturas em Moçambique sobre os quais estamos interessados em discutir com o governo", afirmou o diretor da Critical, adiantando apenas que se trata de planos relacionados ao "governo eletrônico (e-government)".

O e-government inclui o uso da Internet como uma plataforma para troca de informações, prestação de serviços e interação com cidadãos, empresas ou outras instituições ligadas ao governo.

A delegação da Critical Software no país, que a partir desta segunda-feira conta com a presença do diretor-executivo, Gonçalo Quadros, tem previsto encontros com o ministro moçambicano da Ciência e da Tecnologia.

“O mercado Moçambicano faz parte do projeto Critical desde o seu início. [...] Estes acordos são o resultado de um determinado trabalho de análise das possibilidades de investimento e desenvolvimento de tecnologia em Moçambique, em especial no mercado das telecomunicações e administração pública”, explicou Gonçalo Quadros.

Além dos contratos com a TdM e com a prefeitura de Maputo, a Critical já desenvolveu para a Moçambique Celular (mCel) um sistema que permite à operadora móvel ampliar a sua oferta de produtos, com a introdução de cartões pré-pagos com pacotes de minutos.


Fonte: http://www.agencialusa.com.br/index.php?iden=19924
 
Inserido em 22-10-2008
Temas relacionados <Geral>  <Incubadora>  <Notas de Imprensa