Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Fundo de capital ...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora  
  Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Fundo de capital de risco para "business angels"
 
A criação do primeiro fundo de capital de risco para "business angels" foi ontem anunciado no Porto . Co-financiado pelo Compete e com 10 milhões de euros para investir, o fundo poderá levar à criação de 60 a 100 nova pequenas e médias empresas inovadoras.

Com o objectivo de criar 20 sociedades de Business Angels, que deverão investir em três a cinco "start-ups" cada, o fundo agora criado surge no seguimento das negociações entre a Federação Nacional de Associações de Business Angels (FNABA) e o Programa Compete.

Para Francisco Banha, presidente da FNABA, o lançamento deste fundo "é fundamental", pois os empreendedores não têm instrumentos de apoio às suas ideias em fase inicial. "Estamos convictos de que a partir de hoje muitos projectos empresariais inovadores irão ser financiados ", realçou em comunicado.

Por cada empresa veículo, o investimento máximo por parte do Estado é de 500 mil euros, tendo os "business angels" que colocar mais 270 mil euros, o que perfaz um total de 770 mil euros por empresa veículo. Ou seja, 65% é financiado pelo Estado, através do Compete, enquanto os restantes 35% são suportados pelos "business angels".

O responsável destaca que esta iniciativa "proporciona um Ecossistema saudável de financiamento para as empresas em fases iniciais de desenvolvimento, que podem ter claros reflexos no desenvolvimento das PME portuguesas e na criação de emprego e no aumento da receita pública".

As candidaturas para a criação de sociedades veículos, detidas pelo mínimo de três "business angels", decorrem até ao final de Outubro. O período de aplicação dos fundos estende-se até ao final de 2012, sendo o período máximo de investimento de 10 anos. Ao todo o governo lançou cinco fundos de capital de risco, ao abrigo do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

Os outros programas visam o apoio à inovação e internacionalização, "corporate venture", "early stages" e "pré-seed". O investimento total atinge os 270 milhões de euros, dos quais 150 são capitais públicos e 120 privados. Os concursos decorrem até ao próximo dia 25 de Setembro. A decisão final do QREN é a 30 de Outubro.

Fonte: http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS&id=384786
 
Inserido em 01-09-2009
Temas relacionados <Geral>  <Incentivos>  <Incubadora>  <Transf. Tecnologia e PI