Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Coimbra recebe pr...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora  
  Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Coimbra recebe presidente da Associação Internacional de Ecologia: Alan Covich
 
Futuro da biodiversidade e importância das ilhas na variedade de seres vivos em destaque

Alan Covich, presidente da Associação Internacional de Ecologia, vai estar no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra (UC) para dar uma conferência sobre os últimos avanços no estudo da diversidade da vida na Terra.

Neste encontro de entrada livre, que se realiza dia 1 de Julho pelas 17h00, serão debatidos temas desde o futuro da biodiversidade à importância das ilhas na variedade de seres vivos.

"As ilhas são importantes laboratórios naturais para os ecologistas porque surgem em várias localizações pelo mundo e têm diferentes características em termos de tamanho e de clima. Mas também têm algumas semelhanças fundamentais em termos da sua biogeografia", avança Alan Covich.

Os ecossistemas de água doce das ilhas têm uma menor variedade de seres vivos do que os ecossistemas continentais, interligados por cursos de água e com bacias localizadas a distâncias relativamente reduzidas, características que favorecem a fixação de mais espécies. É precisamente este facto, explica o investigador e professor da Odum School of Ecology (Universidade da Geórgia, EUA), que permite aos cientistas distinguir, a partir do estudo das ilhas, padrões de evolução da biodiversidade no planeta.

Futuro da biodiversidade

Relativamente às ameaças à biodiversidade nos ecossistemas de água doce do planeta, o investigador diz que “os rios requerem água em quantidade suficiente para sustentar os seres vivos de um dado ecossistema durante longos períodos”, pelo que “qualquer mudança no clima que afecte os padrões de precipitação e de escorrência vai alterar os fluxos necessários para a dispersão das espécies e para a concretização dos seus ciclos de vida".

«As ilhas são importantes laboratórios naturais para os ecologistas», diz o investigador
A degradação dos habitats (poluição, desflorestação, construção de diques e desvio dos cursos de água) e a introdução de espécies exóticas são também apontadas como outras duas grandes ameaças à biodiversidade nestes ecossistemas.

No entanto, o presidente da Associação Internacional de Ecologia continua a acreditar que a biodiversidade tem futuro. "A gestão apropriada dos recursos de água e da utilização das terras pode criar ecossistemas sustentáveis e permitir às populações tirar pleno partido dos processos naturais potenciadores de bens e serviços", frisa.

A sessão com Alan Covich é a quarta do ciclo de conferências "Biodiversidade 2010". Organizado pelo Museu da Ciência em colaboração com o Jardim Botânico da UC, este ciclo leva mensalmente a Coimbra cientistas de renome no estudo da biodiversidade.

Fonte: Ciência Hoje
30/06/2010
 
Inserido em 30-06-2010
Temas relacionados <Geral