Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Critical e BPI ju...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora  
  Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Critical e BPI juntam-se para desenvolver talentos da informática
 
A empresa de tecnologias da informação Critical Software e a instiuição bancária BPI prepararam um projecto de desenvolvimento de talentos da informática, oferecendo uma formação específica entre a licenciatura e a entrada no mercado de trabalho.
Através da iTGrow, instalada na sede da Critical Software em Coimbra, foram recrutados e começaram a ser formados este mês os primeiros dez recém-licenciados e já está em preparação a escolha de mais uma dezena, revelou à agência Lusa a responsável máxima do projecto.

«Queremos garantir um duplo resultado no final do processo: software em linha com as exigências de qualidade e profissionais qualificados, confiantes e com melhor preparação, com as competências exigidas pelo mercado das tecnologias de informação», sublinha Ana Catarina Fonseca, directora geral da iTGrow.

Segundo a responsável, os recém-licenciados começam de imediato a trabalhar em projectos reais, mas terão a acompanhá-los em tutor dedicado, e ao fim de um ou dois anos, dependendo do desenvolvimento de cada um, poderão integrar os quadros, quer da Critical Software, quer do BPI.

No recrutamento, a iTGrow submeteu os jovens a testes de natureza diversa, para avaliar a capacidade de raciocínio complexo, capacidade interpretativa, a aptidão pessoal e também os conhecimentos de programação.

Contudo - segundo Catarina Fonseca -, como as «características comportamentais dos candidatos são tão importantes como as competências técnicas individuais, foram ainda efectuadas dinâmicas de grupo nas quais os jovens tiveram oportunidade de mostrar a sua capacidade de reagir a problemas, planear, executar, liderar e trabalhar em equipa».

Para identificar e recrutar os licenciados mais talentosos a iTGrow aposta numa grande proximidade às instituições do ensino superior, e já celebrou protocolos de colaboração com os departamentos de Matemática, Engenharia Informática e Engenharia Electrotécnica da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

Os jovens são submetidos a uma «formação on-the-job, com acompanhamento sénior de tutor dedicado» na sede da Critical Software, em Coimbra, e no seu centro de desenvolvimento da Maia.

As formações académicas dos jovens seleccionados variam entre Engenharia Informática, Engenharia Electrotécnica e de Computadores, Engenharia e Gestão Industrial, representando várias instituições, a Universidade de Coimbra, Universidade do Porto, Universidade de Aveiro, Instituto Politécnico de Leiria, Instituto Superior de Engenharia de Coimbra e Instituto Superior de Engenharia do Porto.

Lusa / SOL, 19 de Dezembro de 2010
 
Inserido em 20-12-2010
Temas relacionados <Geral>  <Incubadora>  <Notas de Imprensa