Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Nova colecção da ...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora  
  Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Nova colecção da Biblioteca Joanina lançada hoje no Brasil
 
 O primeiro livro da colecção “Brasiliana da Biblioteca Joanina da Universidade de Coimbra”, destinada a divulgar documentos desta biblioteca que interessam à História do Brasil, é lançado hoje na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Intitulado “Bartolomeu Lourenço de Gusmão - o padre inventor”, o volume compila toda a documentação manuscrita existente na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra (BGUC) de e sobre o sacerdote e cientista, “numa edição bastante cuidada enriquecida com os preciosos fac-símiles das várias dezenas de documentos incluídos”.

A obra contém textos do português Carlos Fiolhais e dos académicos brasileiros Francisco Caruso, Adílio Jorge Marques, Lorelai Brilhante Kury e Célia Cristina da Silva Tavares, refere ainda uma nota, ao adiantar que se prevê que a obra possa ser também distribuída em Portugal pela Imprensa da Universidade de Coimbra (UC).

“O padre Bartolomeu Lourenço de Gusmão é uma personagem fascinante da História de Portugal e é venerado no Brasil”, disse hoje à Agência Lusa o director da BGUC, José Cardoso Bernardes.


Um dos manuscritos reproduzidos é o "Manifesto Sumário para os Que Ignoram Poder-se Navegar pelo Elemento do Ar", escrito pelo "padre voador" em 1709, e no qual pretendia "mostrar a possibilidade da aeronáutica".

Esta edição integra-se nas comemorações dos 60 anos da UERJ, "mas a série prosseguirá com a edição de mais documentos inéditos conservados nos ricos fundos" da Biblioteca Joanina e da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra.

“Há um grande acervo na Biblioteca Joanina de estudantes brasileiros da Universidade de Coimbra, que se destacaram mais tarde”, referiu o director da BGUC. Segundo José Cardoso Bernardes, no século XVIII os estudantes brasileiros chegaram a ser dez por cento do total de alunos da Universidade de Coimbra.

O catedrático da Faculdade de Letras adiantou à Lusa que os dois próximos volumes da “Brasiliana” serão sobre uma confraria brasileira sediada em Coimbra e acerca do papel de brasileiros na reforma pombalina da UC.

De acordo com José Cardoso Bernardes, o projecto foi lançado pelo anterior director da BGUC, o físico Carlos Fiolhais, e surgiu no âmbito do denominado Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras.

Fonte: Ciência Hoje, edição de 23-08-2011
 
Inserido em 24-08-2011
Temas relacionados <Geral>  <Notas de Imprensa