Painel Principal  :  Notícias (Histórico)  :  Investigadores da...
Notícias - Histórico
 
  Aceleradora  
  Formação   Geral   Incentivos   Incubadora   Notas de Imprensa   Prémios   Transf. Tecnologia e PI  
 
Investigadores da UC melhoram segurança do software open source
 
Um grupo de investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (UC) que formam a Dognaedis, uma start up especialista em segurança de informação, desenvolveu uma tecnologia que permite detectar e corrigir, em tempo útil, problemas de segurança em software. Chama-se Code V (código de verificação) e é definido como uma espécie de «inspector-professor inteligente que detecta problemas de segurança no software, em todas as suas fases de desenvolvimento, dispara alertas, produz relatórios e dá instruções para a rápida correcção dos problemas identificados, ou seja, é um perito em segurança informática», explica Francisco Rente, investigador da UC e director executivo da Dognaedis.

Em testes efectuados sobre os 40 maiores softwares livres existentes no mercado, nomeadamente em aplicações utilizadas pelos Estado português, Francisco Rente refere que o Code V identificou 28 vulnerabilidades do tipo zero-dias, isto é, problemas de segurança não conhecidos até à data. «Estas 28 vulnerabilidades serão divulgadas publicamente mas de forma responsável, garantindo que não são utilizadas para fins maliciosos, antes de haver um antídoto disponível», assegura o investigador.

Quando comparado com outras aplicações do género, o Code V destaca-se pelo facto de ser um sistema que encara a segurança informática como um processo contínuo e holístico. Francisco Rente explica que o software está dotado de «algoritmos inteligentes que utilizam um elevadíssimo nível de conhecimento e de lógica que permite detectar uma vasta gama de problemas, como por exemplo violação de bases de dados para fins criminosos, intrusão nos sistemas de autenticação, entre outras anomalias».

Por outro lado, a solução tecnológica desenvolvida em Coimbra fornece um Certificado de Qualidade às empresas que desenvolvem software. Francisco Rente diz que desta forma é possível combater o problema dos custos de alguns softwares dedicados e dar garantias aos clientes de que estão a comprar um programa do computador seguro.

«O maior controlo das equipas responsáveis pelo desenvolvimento de software e o aumento significativo na eficiência das empresas» são outras mais-valias do Code V assinaladas por Francisco Rente. Segundo o investigador, o software está pronto a entrar no circuito comercial. Mas para já «vai ser disponibilizada gratuitamente pela Dognaedis uma versão simples da tecnologia», avança o director executivo da start up.

Fonte: Semana Informática, edição nº 1039, de 07 a 13 de Outubro de 2011
 
Inserido em 12-10-2011
Temas relacionados <Geral>  <Incubadora>  <Notas de Imprensa